Angola: Dos Santos regressa… agudizar de ajustes de contas entre os camaradas?

Escute aqui: https://www.blogtalkradio.com/profkiluangenyc/2021/09/16/angola-a-nova-caa-de-votos-em-ndalatando

Washington D.C – Rádio Angola Unida (RAU) – 232ª Edição do programa “7 dias de informação em Angola, apresentado no dia 09/16/2021, por Serafim de Oliveira com análises e comentários de Carlos Lopes:

  • O antigo Presidente angolano José Eduardo dos Santos regressou nesta terça-feira, 14, ao país dois anos e cinco meses após se ter instalado em Barcelona, na Espanha.
    Santos desembarcou no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, em Luanda, por volta das 11 horas, segundo informações avançadas pela agência de notícias de Angola, Angop.
    José Eduardo dos Santos, de 79 anos de idade, deixou Angola em Abril de 2019 e instalou-se em Barcelona, tendo feito deslocações ao Dubai, onde também passou algumas temporadas.
    Sem grandes contactos públicos ou declarações, apesar dos muitos processos contra os seus filhos, nomeadamente Isabel dos Santos e José Filomeno dos Santos, o antigo Chefe de Estado recebeu na sua casa o Presidente guineense, Umaro Sissoco Embaló.
  • Um dos detidos segurava um cartaz com a mensagem “JLo e Kwanza Norte são lixos” durante visita do Presidente Angolano a Ndalatando. Sociedade civil acusa João Lourenço de fazer “caça ao voto”. O ativista Gomes Pablo permenece detido na esquadra policial do Catome de Baixo, em Ndalatando, capital da província angolana do Kwanza Norte, desde terça-feira (14.09). “Os policiais disseram-nos que o companheiro Pablo escreveu um cartaz que supostamente ultraja a figura do chefe de Estado angolano”, afirmou à DW África Pascoal Evaristo, companheiro de causas cívicas do ativista detido. “O Comando Municipal relatou que ele escreveu um cartaz que dizia ‘JLo e Kwanza Norte são lixos'”, acrescentou. O outro detido foi Luís Dala, secretário provincial adjunto do Movimento de Estudantes Angolanos do Kwanza Norte. O ativista social foi solto horas depois da detenção. O jovem foi obrigado a apagar as fotografias que captou durante a chegada à Ndalatando da caravana do Presidente angolano. João Lourenço finaliza esta quarta-feira (15.09) a sua visita de dois dias à província do Kwanza Norte, onde foi receber um relatório detalhado da situação da província nos diferentes domínios e conceder audiências. A presença do chefe de Estado na província coincidiu com o regresso do ex-presidente angolano José Eduardo dos Santos ao país, depois de dois anos ausente. A sociedade civil no Kwanza Norte reagiu negativamente à visita de João Lourenço, alegando que o Presidente só visita a província em época pré-eleitoral para a caça ao voto. Evaristo Nguala, secretário provincial do Movimento de Estudantes Angolanos, críticou as autoridades locais por terem paralisado as aulas esta terça feira para recepcionar o Presidente. O gabinete provincial local da Educação reagiu ao descontentamento e orientou professores e alunos a afluírem às aulas, mas as escolas em Ndalatando permaneceram fechadas. Durante a sua estada em Ndalatando, João Lourenço reuniu com o conselho provincial da comunidade local e procedeu ao lançamento da primeira pedra da futura urbanização das quintas casas de diversas tipologias na zona rural do quilômetro 11. Orlando Ferraz, estudante universitário e ativista cívico, considera nula a visita do chefe de Estado angolano, pelo facto de ir à província apenas em época pré-eleitoral.
  • Com o objetivo de dar “acomodação condigna” a juízes dos tribunais superiores, magistrados judiciais e do Ministério Público, Angola gastará 10,8 milhões de euros para 54 comprar apartamentos. O Presidente angolano autorizou uma despesa de 10,8 milhões de euros, no âmbito do reequilíbrio financeiro, para a compra de 54 apartamentos com vista a dar “acomodação condigna” a juízes dos tribunais superiores, magistrados judiciais e do Ministério Público. Cada apartamento de tipologia T4, no Empreendimento Torres Cidadela, na Avenida Hoji-ya-Henda (Luanda) terá um custo aproximado de 200 mil euros. O reequilíbrio económico financeiro do contrato promessa de compra e venda das habitações é justificado com a atual conjuntura macroeconómica, financeira e cambial que se tem “refletido diretamente nos preços dos bens, produtos e serviços”, cabendo à ministra das Finanças a responsabilidade pela celebração da adenda contratual. O despacho presidencial, assinado por João Lourenço, menciona que ” o executivo está empenhado na melhoria das condições de habitabilidade dos órgãos que integram o aparelho do Estado, tende em vista o aumento da eficiência e da eficácia da sua atividade e consequente prestação de um serviço com mais qualidade”. Já em 2017, o Governo teve luz verde para comprar 23 andares no mesmo empreendimento com o objetivo de “proporcionar uma acomodação condigna aos quadros técnicos dos órgãos de justiça”, nomeadamente Procuradoria-Geral da República , Supremo Tribunal Militar, Procuradoria Militar, Polícia Militar e outras entidades do setor, como noticiou na altura o semanário Novo Jornal. O negócio foi celerado com a empresa Angosteel que tem como sócio construtor o português José Guilherme, também conhecido como “Zé Grande”, que se celebrizou por uma generosa oferta de 14 milhões de euros ao antigo presidente do Banco Espírito Santo, Ricardo Salgado.

Prof.kiluangenyc@yahoo.com. RAU – Rádio Angola Unida -Uma rádio ao serviço dos angolanos, que não têm voz em defesa dos Direitos Humanos e Combate a Corrupção, em prol de um Estado Democrático e de Direito, apostando no Desenvolvimento sustentável e na dignidade do povo soberano de Angola. Os programas da Rádio Angola Unida (RAU) são apresentados e produzidos em Washington D.C.

Author: angolatransparency

-Impulsionar os cidadãos angolanos a questionarem como o erário público é gerido e terem a capacidade de responsabilizar os seus maus gestores de acordo com os princípios estabelecidos na Constituição da República --Boost the Angolan citizens to question how the public money is managed and have the ability to blame their bad managers in accordance with the principles laid down in the Constitution of the Republic-------------- Prof. N'gola Kiluange (Serafim de Oliveira)

One thought on “Angola: Dos Santos regressa… agudizar de ajustes de contas entre os camaradas?”

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.