Angola: surgimento de “nova elite” sob a capa de João Lourenço vs. projecto de luxo (bairro dos Ministérios) avaliado em USD 344.007.625 – acredita?

49346143_1195266273965642_4808188279822221312_n

Rádio Angola Unida (RAU) – 136ª Edição do programa “7 dias de informação em Angola”,apresentado no dia 08-01-2019 por Serafim de Oliveira com análises e comentários de Carlos Lopes:

– O Presidente da República de Angola, João Lourenço, apelou a um aumento do investimento, sobretudo privado, para combater o desemprego que atinge mais de um quarto da população angolana. A nível externo, o Presidente referiu que instituições financeiras internacionais como o Banco Mundial, o Banco Africano de Desenvolvimento, ou a Agência Francesa de Desenvolvimento estabeleceram programas com o executivo angolano para mobilizar recursos, visando financiar projetos do setor privado em Angola.

– O Ministro Tavares de Almeida esclareceu que caberá ao Estado disponibilizar o terreno infraestruturado ao investidor, tarefa a ser executada na construção do Bairro dos Ministérios, em cumprimento do Despacho Presidencial nº.19/19 de 8 de Fevereiro. Explicou que o valor de USD 344.007.625, a ser pago em 7 anos, inclui o realojamento das populações e a infraestruturação do terreno com redes de esgotos, drenagem, água, electricidade e telecomunicações. O valor inclui igualmente arruamentos, parques de estacionamento e zonas verdes, bem como as estações de transformação de energia, de tratamento de água e de esgotos. De acordo com o ministro, a crítica gerada à volta da iniciativa a ser construída na Praia do Bispo, província de Luanda, que a aponta como um projecto de luxo, “não corresponde à verdade”. O Governo defende que se registaram alguns excessos negativos na abordagem do tema, com manifestações de falta de urbanidade e honestidade intelectual, por parte de alguns analistas.

– A Procuradoria-Geral da República de Angola alterou a medida de coação aplicada ao ex-director-geral do Instituto Nacional de Estradas de Angola (INEA), Joaquim Sebastião, que vai sair da prisão com termo de identidade e residência. Na última segunda-feira, a PGR, através do Serviço Nacional de Recuperação de Ativos, procedeu à apreensão de 13 imóveis, seis veículos e um centro de estágio de futebol, no bairro do Sequele, em Luanda, pertencentes a Joaquim Sebastião.

– O Serviço de Recuperação de Activos da PGR recuperou os terminais dos portos de Luanda e do Lobito, que estavam entregues à empresa Soportos – Transporte e Descarga, SA, pertencente ao ex-chefe da Casa de Segurança do Presidente da República, general Manuel Hélder Vieira Dias “Kopelipa”, e família.

– A Sonatide Marine Services e o Banco Africano de Investimentos (BAI) são as que lideram a lista das empresas (Marine Services com 51%, seguida do BAI com 31%, da Sonasurf Internacional 11%, da Sonadiets Services com 5% e da Sonasing Kuito, Sonadiets Ltd e Banco Caixa Geral Totta Angola) que mais dão dinheiro à Sonangol fora do petróleo, de acordo com o relatório e contas referente a 2018. No exercício de 2018, fruto das participações financeiras da Sonangol, foram arrecadados um total de 22,1 milhões de dólares dos quais 20,5 milhões de dólares como forma de dividendos e 1,5 milhões de dólares como managements fees, também conhecida como taxa de administração, cobrada por um gestor de investimento por administrar um fundo de investimento. Das 73 empresas não nucleares inscritas no balanço de 2018, a Sonangol China Internacional é que mais dá prejuízo à Sonangol, com provisões acumuladas no valor de 73,9 mil milhões Kz, equivalentes a 239,5 milhões de dólares ao câmbio médio de 308,891 Kz praticados até dezembro de 2018. A seguir está a Sonangol Hidrocarbonetos Brasil, Ltda e a Sonangol Hidrocarbonetos USA, LTd, com provisões acumuladas de 52,8 e 39, 6 mil milhões Kz respetivamente.

Perguntas e sugestões podem ser enviadas para Prof.kiluangenyc@yahoo.com. RAU – Rádio Angola Unida -Uma rádio ao serviço dos angolanos, que não têm voz em defesa dos Direitos Humanos e Combate a Corrupção, em prol de um Estado Democrático e de Direito, apostando no Desenvolvimento sustentável e na dignidade do povo soberano de Angola. Os programas da Rádio Angola Unida (RAU) são apresentados e produzidos em Washington D.C.

Escute aqui:

https://www.blogtalkradio.com/profkiluangenyc/2019/08/02/angola-finalmente-o-presidente-da-repblica-virou-se-ao-empresariado-nacional

Author: angolatransparency

-Impulsionar os cidadãos angolanos a questionarem como o erário público é gerido e terem a capacidade de responsabilizar os seus maus gestores de acordo com os princípios estabelecidos na Constituição da República --Boost the Angolan citizens to question how the public money is managed and have the ability to blame their bad managers in accordance with the principles laid down in the Constitution of the Republic-------------- Prof. N'gola Kiluange (Serafim de Oliveira)

One thought on “Angola: surgimento de “nova elite” sob a capa de João Lourenço vs. projecto de luxo (bairro dos Ministérios) avaliado em USD 344.007.625 – acredita?”

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.