Angola: era uma vez a máfia chinesa e o MPLA

Angola Transparency

xu jinghua (2)

Por Prof. N’gola Kiluange

Washington D.C – Sem alguma pretensão apologética, a nomeação de João Lourenço à presidência do MPLA talvez seja a melhor variante (considerando a gravidade do desvio ao funcionalismo de todas nossas estruturas estatais) para uma transição ordeira e pacífica dentro desta organização política e consequentemente p’ro resto da nossa sociedade.

Quer queiramos quer não os assuntos internos do partido governante é uma realidade constante e objectiva enraizada em todo o tecido social do país, e a omissão de tal reconhecimento (de forma deliberada ou inconsciente!) poderá produzir resultados nefastos às nossas relações de convivência humana.

A título de exemplo, o economista Alves da Rocha, Director do Centro de Estudos e Investigação Científica da Universidade Católica de Angola, afirmou na conferência “Energia em Angola 2015” que entre 2002 e 2014 a nossa receita de exportação de petróleo alcançou $256 mil milhões de fundos fiscais, sem incluir os…

View original post 327 more words

Author: angolatransparency

-Impulsionar os cidadãos angolanos a questionarem como o erário público é gerido e terem a capacidade de responsabilizar os seus maus gestores de acordo com os princípios estabelecidos na Constituição da República --Boost the Angolan citizens to question how the public money is managed and have the ability to blame their bad managers in accordance with the principles laid down in the Constitution of the Republic-------------- Prof. N'gola Kiluange (Serafim de Oliveira)

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.