Angola: por que a nossa “pseudo nomenclatura” receia as eleições autárquicas?

62bb962111a1a80426fb672b9bc0d43c

Angola: por que a nossa “pseudo nomenclatura” receia as eleições autárquicas?

*Publicado em 22 de Maio de 2015.

Por Prof. N’gola Kiluange

Washington D.C – As eleições autárquicas talvez sejam um dos maiores receios da nossa “suposta oligarquia”…

Porque são precisamente nos resultados dessas eleições… que muitas das “leis alimenticias” do actual status quo… poderão vir a ser alteradas e mudar o nosso xadres político!

Com a iminência do confisco dos seus bens mal adquiridos e escondidos por vários cantos desse mundo e mesmo até dentro do país – sob nomes de terceiros … a nossa “pseudo nomenclatura” vê-se cada vez mais inabilitada de movimentar as suas operações bancárias internacionais…

Muitos dos quais temem , inclusive, ver os seus próprios nomes associados à diversos crimes de grande índoles –cometidos contra a Segurança de Estado: abuso de poder, direitos humanos,liberdade de expressão,violação constante e sistemática da nossa Carta Magna,etc…

Mas, é fictício falarmos de eleições locais quando as nossas estruturas estatais e privadas estão «seriamente comprometida» a uma máfia manipulada através da Casa Civil do Presidente da República…

Colombia conseguiu-se salvar “literalmente falando” da violência do narcotráfico nos anos 90 graças a sobrevivência da sua “combalita constituição”…

Uma das maiores preocupações dos narcotráficantes da Columbia, naquela altura, era manter uma lei contra a extradição para os EUA…através da influência dos resultados da liderança votada nas eleições autárquicas…

E… a guerra entre as províncias columbianas de Cali e Mindilla acabaram por ceifar milhares e milhares de vidas devido as ambições desenfreadas dos “gordos del narcotráfico”…

Se quisermos pensar e falar abertamente sobre o futuro da segurança social das gerações vindouras – esse é o momento oportuno de pormos todas as cartas na mesa!

É certo que cada um de nós tem os seus interesses …mas, ninguém aqui deve ter o direito de sacrificar vidas inocentes em nome de interesses inconfessáveis… e … em detrimento do bem social…

Eis, pois, que a realização urgente de uma Conferência Nacional, com a participação de todas as forças vivas dessa terra … devia ser encarada como a melhor alternativa para se rencociliar os nossos respectivos interesses!?

Porque não se fazem eleições justas e imparcias … principalmente, quando os nossos meios de comunicação social e todos os meios do aparelhos de Estado estão nas mãos de quem nunca os devia ter – tudo isso se tivermos em conta os seus respectivos antecedentes criminais!

A escolha é nossa!

Prof. N’gola Kiluange

Prof.kiluangenyc@yahoo.com
Washington D.C

Author: angolatransparency

-Impulsionar os cidadãos angolanos a questionarem como o erário público é gerido e terem a capacidade de responsabilizar os seus maus gestores de acordo com os princípios estabelecidos na Constituição da República --Boost the Angolan citizens to question how the public money is managed and have the ability to blame their bad managers in accordance with the principles laid down in the Constitution of the Republic-------------- Prof. N'gola Kiluange (Serafim de Oliveira)

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.