Angola: Antigos traficantes de diamantes novos salvadores de Eduardo dos Santos!

zeeeeduJosé-Leitão.png Angola: Antigos traficantes de diamantes novos salvadores de Eduardo dos Santos!

Por Prof. N’gola Kiluange

Washington D.C– José Eduardo dos Santos, pelos vistos, já começa a pressentir os beliscos fortes e gigantesticos da sua má governação e faz o jogo do rato e do gato – como melhor opção de manter o status quo…

E o maior perigo aqui… (ao contrário que lhe consangra a Constituição nacional), é essa sua pelutância e vã tentativa de delegar a autoridade moral ou jurídica à indivíduos ligados aos crimes de vária índole – em seu próprio nome!…

Hoje, o desfilar da preservação do seu regime gira à volta de grupelhos “menos expostos” à corrupção,assassinatos premeditados e encomendados, prevaricação agravado, exercício arbitrário ou abuso do poder, infidelidade e peculato de uso, lavagem de dinheiro,concussão e extorsão,violação de sigilo functional,falso testemunho, furto ou usurpação de direitos e abusos de confiança,crimes contra o sistema financeiro,capitação ilícita de votos,etc., quer no domínio nacional ou internacional!?

Os antigos “meninos do futungo de belas”, outrora traficantes de diamantes da Presidência da República, veem-se assim na obrigação moral de o salvarem – de toda sua podridão cinzenta!

Dicotomia: entre a realidade e a ilusão – por que raios afinal queríamos a independência total e imediata?

Para nos governarmos sob o apoio de mercenarismo disfarçado de pólo ideológico adverso ao Ocidente e mais tarde tranformado em máfia lapidadora dos nossos recursos naturais à custa de vidas humanas?…

E… o questionável em tudo isso é que, mesmo sabendo das possíveis lesões pessoais e de suas próprias famílias, perda de material ou financeira causados a terceiros, esses “meninos” ainda ousam arriscar tudo…

Estamos então assim perante a um nível alto de disfuncionalismo cultural com base na “ intriga, briga tristeza, magóa e miséria” ( Janf José Nunes: Como Evitar A Inveja)…

E a maior ameaça da nossa sociabilidade é que esse comportamento já faz parte do quotidiano do funcionalismo de todas estruturas estatais nacionais!

Admitamos também aqui que a actual “Carta Magna” nacional não reflecte a ansiedade e aspirações do nosso mosaico cultural, caso contrário, o partido no poder jamais governava com o consentimento da assembleia legislativa ou de autarquia local…

Optar pela contínua proteção da máfia chino-russa,operante no país, em troca da permanência do status quo – é má fé, debilidade mental e vai contra todos os princípios cívicos e morais a criação de uma sociedade democrática em Angola..

Há aqui duas opções a termos em conta: ou optamos pelo funcionalismo normal de todas nossas estruturas estatais, implentando uma Constituição ao serviço público ou viveremos em permanência à beira do abismo com custos elevados materias e humanos!
A escolha é nossa!
Prof. N’gola Kiluange ( Serafim de Oliveira)
Prof.kiluangenyc@yahoo.com
Washington D.C

Author: angolatransparency

-Impulsionar os cidadãos angolanos a questionarem como o erário público é gerido e terem a capacidade de responsabilizar os seus maus gestores de acordo com os princípios estabelecidos na Constituição da República --Boost the Angolan citizens to question how the public money is managed and have the ability to blame their bad managers in accordance with the principles laid down in the Constitution of the Republic-------------- Prof. N'gola Kiluange (Serafim de Oliveira)

One thought on “Angola: Antigos traficantes de diamantes novos salvadores de Eduardo dos Santos!”

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.