Angola: Marginalização às Práticas de Participação Governativa Democrática da Nossa Juventude

Por Prof.N’gola Kiluange  

Washington D.C — Ao pretender nomear Carolina Cerqueira para o cargo de Vice-Presidente da República, se vence o próximo mandato, João Lourenço corre o risco de ser acusado de ter insaciáveis gostos por mediocridade, bisbilhotice, podridão espiritual,falta de valores éticos, íntegros,morais e espirituais,etc. 

Não faltará, por exemplo, quem tentará atribuir esses rasgos de personalidade à sua própria individualidade. 

Serviam para esse posto “pessoa” do calibre de Adão Francisco Correia de Almeida, Vera Esperança dos Santos Daves de Sousa,Dr. Carlos Teixeira (juiz conselheiro do Tribunal Constitucional),etc,etc,etc.  

Apostar em gente da laia de Carolina Cerqueira, Fernando da Piedade Dias dos Santos,etc., é um ato de má-fé e perpetuação da disfuncionalidade de todas nossas estruturas estatais — engendra aventurismo na nossa forma de governação!

———————————————————————————————–

Angola: Marginalization of Our Youth in Democratic Governance Practices 

Washington D.C — In choosing to nominate Carolina Cerqueira for the position of Vice-President of the Republic, if he wins the next term, João Lourenço risks being accused of having insatiable tastes for mediocrity, gossip, spiritual rottenness, lack of ethical, upright, moral and spiritual, etc.

Some will attribute his individuality to these characteristics, for example.

The position would suit someone of the caliber of  Adão Francisco Correia de Almeida, Vera Esperança dos Santos Daves de Sousa, Dr. Carlos Teixeira (judge counselor of the Constitutional Court), etc.

Bets on people like Carolina Cerqueira, Fernando da Piedade Dias dos Santos, etc., are bad faith. It perpetuates the dysfunctionality of all our state structures and leads to adventurism in our government.

Prof.N’gola Kiluange ( Serafim de Oliveira)

Prof.kiluangenyc@yahoo.com

Washington D.C 

%d bloggers like this: