Angola: p’ra que nos serve o nosso bilhete de identidade?

Angola Transparency

Por Prof. N’gola Kiluange

WashingtonD.C- Atingimos a  exaustão de todos nossos recursos de comunicação social:o ponto beneficial  aos «instigadores»da restauração do funcionalismo cívico e ordeiro de todas nossas estruturas estatais? 

  • Ou optamos pelo uso do consenso e senso comum 
  • ou continuaremos a ser vistos como «alma amaldiçoada» incapaz de ultrapassar o processo de vitimização da guerra fria, germinante de potencias candidatos à guerra por procuração no nosso seio,  dilapidadoras do erario público … 

Nãotenhamosilusões…estamosa lidar comindivíduosque,outroraassociadosaoanteriorregime,foramcapazesde seinfiltrardentro dosmaioresaparelhosestataise privados americanos emuitasoutrasestruturaslaboraisocidentais, eseremabençoadospela elitechinêsa,ArábiaSaudita,portuguêsa,russa,inglêsa,sulafricana,brasileira,lebanesa,etc.,todasávidaspeloenriquecimentoilícito!

A título de exemplo, o economista Alves da Rocha, Director do Centro de Estudos e Investigação Científica da Universidade Católica de Angola,quando afirmou que entre 2002 e 2014 a nossa receita de exportação petrolífera alcançou $461,8 mil milhões e os fundos fiscais provenientes desse producto totalizaram cerca de $285 bilhões, enquanto que os investimentos públicos perfizeram apenas 93,5 bilhões de dólares…Equivalendo dizer que num período de 12 anos o regime de José Eduardo dos Santos arrecadou cerca de 746.8 mil milhões de dólares da nossa comercialização do petróleo, invertindo apenas 93,5 bilhões desse montante na coisa pública…  

E omaiscaricatoaquié odesaparecimentosúbitode Xu Jinghuaque,citadopor Lucy Corkin-Uncovering African Agency: Angola’s Management of China’s Credit Lines,indicaqueosseusinteresses nonossomercadofinanceiro“nãopassavadeumafatiadasuagrandetortadenegóciosdeconstruçãoemAngola, quepodevaleratéUS $ 30bilhões.”

Hoje,oprincípiodelutacontra acorrupçãonãosedevelimitarsomentenaexposiçãouniversal dos«marimbondos-matreiros», mas dosseustestas-de-ferro…porquesãopessoasquepoderãoterasmãoscheiasdesangueparapoderemocuparosseusactuaiscargos…

Agindoassim,nãoestaríamosatropelarosseusrespectivosdireitoshumanosoutãopoucofazerumacaçaàsbruxasanticorrupção,comosetempropaladoultimamentenasredessociais.

Meracoincidênciaaintensãode Isabel dos Santosfinanciargruposdeoposiçãoaogoverno?!

Orabem… sepermitirmosespíritosdesalmados–potenciascandidatosàguerraporprocuração–nosditaremassuasulterioresintenções:p’raquenosserveentãoonossobilhetedeidentidade?

Prof. Kiluange( Serafimde Oliveira)

WashigntonD.C

Prof.kiluangenyc@yahoo.com

——————————————————————————————–

English version: freestyle translation -😊

Angola: why do we need our national identification for?

Have we reached the exhaustion of all our social communication resources: the beneficial point for the “instigators” of the restoration of the civic and orderly functionalism of all our statestructures?

Either we choose to use consensus and common sense or we will continue to be seen as a “cursed soul” unable to overcome…

View original post 229 more words

Author: angolatransparency

-Impulsionar os cidadãos angolanos a questionarem como o erário público é gerido e terem a capacidade de responsabilizar os seus maus gestores de acordo com os princípios estabelecidos na Constituição da República --Boost the Angolan citizens to question how the public money is managed and have the ability to blame their bad managers in accordance with the principles laid down in the Constitution of the Republic-------------- Prof. N'gola Kiluange

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.