Angola: diplomacia de endividamento vs. inclusão social

colera

Rádio Angola Unida (RAU) – 126ª Edição do programa “7 dias de informação em Angola”,apresentado no dia 05/23/19 por Serafim de Oliveira com análises e comentários de Carlos Lopes:
– A Assembleia Nacional de Angola aprovou na generalidade, a proposta de Lei do Orçamento Geral do Estado (OGE) revisto para 2019, com votos contra e abstenção da oposição.

– O governador do Banco Nacional de Angola (BNA) disse que foram registados repatriamentos voluntários de capitais no período de graça de seis meses concedido por lei, mas sem solicitação dos seus benefícios e não adiantou quaisquer valores. O governador do BNA contraria a informação divulgada em abril passado pela PGR de Angola, que garantiu então que o país não conseguiu recuperar qualquer verba de forma voluntária, mas, coercivamente, recuperou perto de 4.000 milhões de dólares em dinheiro e bens.

– O presidente da Associação Industrial de Angola (AIA), considerou “insustentável” o Governo angolano suportar 32 ministérios, afirmando ser “vergonhoso” o país “continuar a importar bens da cesta básica”, pressionando as Reservas Internacionais Líquidas (RIL) estimadas em 10.000 milhões de dólares e as brutas em cerca de 16.000 milhões de dólares, conforme anunciou o Banco Nacional de Angola .

– O Fundo Mundial do Turismo prevê investir nos próximos cinco anos 1.000 milhões de dólares no setor em Angola, disse o presidente da organização

RAU – Rádio Angola Unida – Uma rádio ao serviço dos angolanos, que não têm voz em defesa dos Direitos Humanos e Combate a Corrupção, em prol de um Estado Democrático e de Direito, apostando no Desenvolvimento sustentável e na dignidade do povo soberano de Angola.Os programas da Rádio Angola Unida (RAU) são apresentados e produzidos em Washington D.C.
Prof.kiluangenyc@yahoo.com

Escute aqui:

http://www.blogtalkradio.com/profkiluangenyc/2019/05/24/angola-comunicao-institucional-entre-a-pgr-e-o-bna–problema-crnico

Author: angolatransparency

-Impulsionar os cidadãos angolanos a questionarem como o erário público é gerido e terem a capacidade de responsabilizar os seus maus gestores de acordo com os princípios estabelecidos na Constituição da República --Boost the Angolan citizens to question how the public money is managed and have the ability to blame their bad managers in accordance with the principles laid down in the Constitution of the Republic-------------- Prof. N'gola Kiluange (Serafim de Oliveira)

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.