Angola: política macro-económico vs. política de contenção

archer-jlo

Rádio Angola Unida (RAU) – 120ª Edição do programa “7 dias de informação em Angola”,apresentado no dia -11-4-2019 por Serafim de Oliveira com análises e comentários de Carlos Lopes:

– O Ministério Público pediu a absolvição do réu Norberto Garcia, ex-diretor da Unidade Técnica de Investimento Privado (UTIP) angolana e antigo porta-voz do MPLA, partido no poder em Angola, concluindo que, pelas suas ações, à luz das atribuições daquela instituição do Estado, não foram “descortinados elementos integradores” nos crimes de que vinha acusado e o Tribunal Supremo de Angola marcou para dia 16 deste mês a leitura do acórdão do julgamento da suposta tentativa de burla ao Estado angolano em 50.000 milhões de dólares, caso conhecido como “burla tailandesa”.
– A procuradoria-geral da República de Angola fala em 604 processos na Direção Nacional de Prevenção e Combate à Corrupção. E de 101 casos no Departamento Nacional de Investigação e Ação Penal relacionados com corrupção, tráfico de influência, peculato e recebimento indevido de vantagem. Mas o que todos querem saber é até onde irá a caça ao homem e se chegará esta cruzada contra a corrupção às principais figuras do antigo regime de José Eduardo dos Santos.
– Angola produziu 1,454 milhões barris de petróleo por dia em março, mais sete mil barris face a fevereiro, contrariando a tendência da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), com uma quebra total de 534.000 barris diários.
– A população em Angola quase triplicou nos últimos 15 anos e mais do que duplicou, população angolana ascende em 2019 a 31,8 milhões de pessoas, número que contrasta com 13,8 milhões em 1994 e menos de metade desse número em 1969 (6,6 milhões), segundo o relatório.
– O ministro da Agricultura e Florestas de Angola anunciou hoje o início, ainda este mês, do concurso para a privatização de fazendas agrícolas criadas com fundos do Estado angolanoa e abertura de concurso público para a privatização de 24 empreendimentos agroindustriais em Angola, medida destinada a promover o setor e diminuir o peso do Estado na economia.
RAU – Rádio Angola Unida – Uma rádio ao serviço dos angolanos, que não têm voz em defesa dos Direitos Humanos e Combate a Corrupção, em prol de um Estado Democrático e de Direito, apostando no Desenvolvimento sustentável e na dignidade do povo soberano de Angola.
Os programas da Rádio Angola Unida (RAU) são apresentados e produzidos em Washington D.C.
Perguntas e sugestões podem ser enviadas para Prof.kiluangenyc@yahoo.com.

Escute aqui:

http://www.blogtalkradio.com/profkiluangenyc/2019/04/12/angola-poltica-macro-econmico-vs-poltica-de-conteno

Author: angolatransparency

-Impulsionar os cidadãos angolanos a questionarem como o erário público é gerido e terem a capacidade de responsabilizar os seus maus gestores de acordo com os princípios estabelecidos na Constituição da República --Boost the Angolan citizens to question how the public money is managed and have the ability to blame their bad managers in accordance with the principles laid down in the Constitution of the Republic-------------- Prof. N'gola Kiluange (Serafim de Oliveira)

One thought on “Angola: política macro-económico vs. política de contenção”

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.